Zomato: um projecto que devia crescer

Correspondendo a um desafio lançado publicamente pelo Zomato, aqui fica a minha opinião sobre o site que pretende ser a rede social/lar de todos os foodies. Todos? Não… mas isso eu explico mais abaixo.

zomatohomepage

 

Ora, aqui ficam três coisas que eu gosto e três que eu não gosto (ou onde vocês deveriam melhorar).

As Boas

  1. A homepage começa bem. Seja nas aplicações móveis (uso Android) bem como no site. As colecções são úteis como ponto de partida para a descoberta de uma cidade nova e facilita a vida ao utilizador.
  2. A aplicação é muito intuitiva e rápida no seu objectivo de fazer com que se encontre o restaurante que se pretende. Em especial na pesquisa. A informação de cada restaurante também é suficientemente detalhada.
  3. A imagem gráfica e a introdução da opinião pelo utilizador.

As assim assim

  • Os “verified profiles” – Correctos, do meu ponto de vista. Servem de garantia. Mas deveria ser prática da empresa separar os “foodies” do marketing dos blogs sobre comida. Esses deveriam ser “obrigatoriamente” verified antes de poderem ser inscritos. Um pouco como o Facebook que desencoraja quem tem um profile de empresa e permite a sua denúncia.

A melhorar (ou nada bem mesmo)

  1. A questão da linguagem. Esse é um problema que sites como o TripAdvisor também falha e o Zomato não fique melhor na fotografia. Quando se escreve a opinião deveria existir um separador ou uma etiqueta para dizer em que língua é que se escreve. Caso contrário, todas estas análises que fazemos são para consumo “interno”. Ou então um não falante da lingua materna do site vai ter que andar a procurar uma análise que lhe interesse, o que poderá ser complicado em restaurantes muito frequentados e analisados.
  2. Wishlist ou Guardar… Era uma boa ideia poder guardar o restaurante. Ok, vocês já o fizeram. Mas e que tal alterar essa forma de guardar através do modelo de categorias ou etiquetas. É que eu posso querer guardar este restaurante porque é barato, fecha ao domingo ou é italiano. E não tenho que andar à procura dele nas dezenas de outros que guardei…
  3. Para todos? Pois… Lisboa, só… E era tão facil arranjar foodies no Porto, Braga, Aveiro (estou disponível) ao invés de só apostarem em grande cidades.

Aqui fica então esta singela análise. E podem encontrar-me no Zomato pelo meu nome ou seguindo o link!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.